Um vaso sanitário que pertenceu ao ex Beatle John Lennon foi leiloado, por 9.500 libras (mais de 25 mil reais), cerca de 10 vezes o valor estimado inicialmente, durante um leilão de objetos ligados aos Beatles em Liverpool, no Reino Unido, realizado no final de agosto.

O vaso em porcelana branca, decorado com frisos e motivos florais azuis, foi usado pelo compositor dos Beatles por 3 anos, quando vivia em sua casa de Tittenhurst Park no condado de Berkshire (sudeste da Inglaterra), entre 1969 e 1972.

Sobre esta peça leiloada, sabe-se ainda que o músico a ofereceu a um pedreiro, após a instalação de um novo banheiro, sugerindo que fizesse dela um vaso para plantas. Hancok, o pedreiro, guardou o vaso na sua garagem durante 40 anos, até à sua morte, recentemente. A decisão de vendê-la foi tomada pelo filho.

A peça, avaliada em 1.000 libras no máximo no catálogo, foi adquirida por um colecionador estrangeiro durante a 33ª convenção dos Beatles de Liverpool.

O leilão também incluiu outros objectos ligados a John Lennon, designadamente, a capa dos disco “Two virgins”, onde aparecem o músico e Yoko Ono totalmente nus.

Uma cópia deste disco, gravado em mono em parceria com Yoko Ono, foi vendido por 2.500 libras (cerca de três mil euros euros).

O álbum foi lançado em 1968 e chamou à atenção por ter sido vendido dentro de um saco de papel castanho para cobrir a polémica capa.

Entretanto, no leilão, também foi vendida uma gaita-de-beiços do filho de Lennon, Julian, e que, curiosamente, também foi oferecida a Hancock.

Supostamente, Lennon ficava louco com o filho a tocar a gaita-de-beiços em casa o tempo todo.»

- Por aqui passaram algumas obras de John Lennon -